Blog

As muitas faces desta profissão que ganha cada vez mais espaço para criar. O jornalismo existe em mil possibilidades, a comunicação em si é muito diversificada.

As faces do jornalismo

jornalismo-01

As muitas faces desta profissão que ganha cada vez mais espaço para criar.

O jornalismo existe em mil possibilidades, a comunicação em si é muito diversificada. Mas falo do jornalismo, pois quando entrei na faculdade, não tinha a noção dessa imensidão que pode ser a Comunicação Social. Na graduação vi que um jornalista vai muito mais além do que apenas escrever, ou contar uma noticia, um jornalista é um comunicólogo, logo, ele se comunica com o mundo.

Aqui na agência percebi que o jornalista pode – e deve –  ir muito mais além do que a profissão “exige”. Ao escrever um texto, você deve ter em mente qual o seu público, e onde você quer chegar com aquelas palavras, ao escolher uma foto, ou uma arte para seu texto, você deve ter em mente, o impacto que aquela imagem vai causar. Isso não seria um trabalho como de um publicitário, ou de marketing? Sim, e nós jornalistas também temos que ter consciência disso, e que hoje em dia, para ser um bom jornalista você deve sim fazer de tudo um pouco, e não apenas conhecer de tudo um pouco como nos ensinam.

Ouvimos falar em crise no jornalismo, que as redações não estão contratando, que inúmeros jornalistas estão desempregados. Mas será uma crise mesmo, ou o jornalismo que está mudando como tudo no mundo? Um médico deve sempre se especializar, pois todos os dias surge algo novo na medicina. Da mesma forma que um engenheiro, um advogado, um contador, e porque não um jornalista?

O tempo está corrido, as pessoas estão usando cada vez mais seus smartphones, e a quantidade de informação que chega até elas é algo sobrenatural. O jornal papel pode estar sendo pouco usado, o rádio pode até estar perdendo seu lugar para os MP3, mas e a internet? Ela não tem aberto cada vez mais espaço para nós jornalistas? Será que as redes sociais são apenas um lugar de descontração e não de informação? Será que os jornalistas não estão ficando desempregados apenas porque não sabem evoluir?

Com a internet hoje vemos um mundo de possibilidades, sem número de caracteres, sem corte do editor, e muitas vezes a sua matéria pode ser sim a capa, a sua e de muitos outros jornalistas. Depois que vim para a Namp!, vi que um jornalista se comunica usando as redes sociais, que ele passa uma informação ao realizar uma campanha, que ele informa o público interessado ao organizar um evento, que ele cativa o público quando escreve um texto para seu cliente, e que ele pode sim levar a comunicação em meio ao marketing.  E como diz Xerxes Marques, CEO e fundador da NAMP!, “tudo pode ser resolvido com comunicação e marketing”, e hoje eu acredito muito nisso, inclusive a “crise” e o “desemprego” do jornalista.

Mariana Rocha

Mariana Rocha

Jornalista e fotógrafa, viciada em café, Instagram e séries. Coordenadora de comunicação da agência NAMP, é apaixonada com a vida, gosta de escrever o que vem na cabeça e adora ler sobre tudo, desde de dicas femininas e fofocas, até política e tecnologia.